domingo, 30 de abril de 2017

Deputado Federal Fábio Ramalho é citado em Lista da Odebrecht

Deputado Federal Fábio Ramalho é citado em Lista da Odebrecht

Matéria do jornal O Tempo, de Belo Horizonte, revela apelidos dos políticos mineiros envolvidos nas delações dos dirigentes da empreiteira. Viagra, Barbie, Maçaranduba, Drácula e Kibe são alguns dos apelidos encontrados nas planilhas da Odebrecht. Citado como “Barrigudo”, o deputado federal Fábio Ramalho aparece como tendo recebido R$ 50 mil para apresentar projetos e emendas de interesse da empreiteira. Parlamentar rebate em relação a supostas ilegalidades em seu mandato
TEÓFILO OTONI – A lista apresentada pelo executivo Benedicto Junior, delator da Odebrecht, cita nominalmente 40 mineiros dentro de uma relação de 187 políticos. O relatório de BJ, como o delator é conhecido, revela repasses de caixa 2 que teriam sido feitos entre os anos de 2008 e 2014 a figuras de diversos partidos.
Entre os nomes com atuação no Estado, mais da metade ocupa hoje um cargo eletivo no Legislativo ou no Executivo. Entre os 24 que cumprem mandatos, o documento entregue à operação Lava Jato implica dois senadores, 12 deputados federais, cinco estaduais, dois prefeitos, um vereador, além do governador Fernando Pimentel (PT) e de seu vice, Antônio Andrade (PMDB).
Citado como “Barrigudo”, o deputado federal Fábio Ramalho, do PMDB, aparece como tendo recebido 50 mil reais para apresentar projetos e emendas de interesse da empreiteira. O deputado afirmou que todas as doações recebidas na campanha foram declaradas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) por meio de prestação de contas e de forma absolutamente legal. Fábio garante que não recebeu nada da Odebrecht no ano de 2010. O parlamentar diz ainda que fatos narrados neste momento são frutos de confusão ou de má fé. Atual vice-presidente da Câmara, Fábio Ramalho, conhecido também como Fabinho Liderança, é natural de Malacacheta e tem reduto eleitoral nos Vales do Jequitinhonha e Mucuri.
Graúdos
Entre os políticos mineiros, o senador Antonio Anastasia (PSDB) é o que teria recebido o maior repasse por meio de caixa 2. De acordo com a planilha, foram R$ 5,47 milhões em oito parcelas ao longo de 2010, quando Anastasia disputou e venceu a reeleição para governador de Minas. Na planilha, Antonio Anastasia é apelidado de “Dengo”.
O segundo maior favorecido seria o também senador tucano Aécio Neves, que ganhou o apelido de “Mineirinho”. Aécio teria recebido R$ 5,25 milhões em cinco transferências, em 2010. Os valores, segundo BJ, foram tratados diretamente com Aécio, sem interlocutores.
Pimentel aparece com duas doações no total de R$ 250 mil em 2010, ano em que foi nomeado ministro de Desenvolvimento, Indústria e Comércio da ex-presidente Dilma Rousseff. A menor cota entre os mineiros teria ficado com o ex-deputado e atual secretário de Direitos Humanos de Minas Nilmário Miranda: R$ 12 mil em 2010.
Confira alguns dos nomes da lista:
 Aécio Neves
O senador Aécio Neves, para o qual o ministro do STF Edson Fachin solicitou a abertura de cinco inquéritos, aparece na lista de Caixa 2 da Odebrecht, com o apelido “Mineirinho”, e como tendo recebido o montante de R$ 5.250 milhões em 2010. Por meio da assessoria de imprensa, ele respondeu que os delatores não apresentam nenhuma prova ou documento que mostre qualquer ato ilícito da parte do senador. Segundo o texto, Aécio Neves não recebeu recursos de caixa 2. Ainda de acordo com a assessoria, na condição de dirigente partidário do PSDB, o senador pediu apoio da empresa a vários candidatos, mas sempre dentro da lei.

Antônio Augusto Anastasia 
O também tucano senador Antônio Anastasia, tratado pelo codinome de “Dengo” na planilha, segundo o delator, teria recebido em 2010, R$ 5 milhões e R$ 475 mil. Em nota, a assessoria do político afirma que, mais uma vez, em toda a sua trajetória, Anastasia nunca tratou de qualquer assunto ilícito com ninguém.
Fernando Pimentel 
O governador de Minas Fernando Pimentel, tratado como “Do Reino” na planilha, aparece duas vezes. Segundo o delator, ele teria recebido R$ 250 mil, em 2010, para defender privatizações e concessões. O advogado do petista, Eugênio Paccelli, respondeu que não há na planilha nada que aponte um único dado concreto a ser respondido. Segundo o defensor de Pimentel, por desconhecer a contabilidade dessa empresa, por não saber quando a tal planilha foi feita e por desconhecer se ela tem valor probatório, não é possível dar credibilidade a esse desenho.
Antônio Andrade
O peemedebista Antônio Andrade, presidente do partido em Minas e vice-governador do estado, é tratado na planilha pelo apelido de “Wanda” e seria destinatário de R$ 275 mil, em 2010, na campanha para deputado federal. O retorno seria apresentar emendas e defender projetos de interesse da empreiteira. Em nota, o vice-governador afirmou que ‘não recebeu nenhum valor da Odebrecht e todas as doações e despesas daquela eleição foram devidamente declaradas à Justiça Eleitoral, e a prestação de contas, aprovada. O Diretório Estadual do PMDB/MG, presidido por mim, recebeu, naquele ano, doação da referida empresa, que também foi declarada ao TER’.
Márcio Lacerda
O ex-prefeito de Belo Horizonte, Márcio Lacerda, do PSB, apelidado de “Poste” na lista, teria recebido R$ 500 mil em 2012 e R$ 500 mil em 2014. A assessoria de Lacerda destaca que nos depoimentos da delação não há nenhuma acusação de corrupção contra ele. Ainda segundo o texto, todos os recursos recebidos pela campanha foram oficialmente declarados, não houve Caixa 2 e em nenhuma obra da gestão de Marcio Lacerda houve qualquer tipo de contrapartida, propina ou troca de favores.

Alberto Pinto Coelho
O ex-governador Alberto Pinto Coelho, do PP, apelidado de “Da Casa”, teria recebido R$ 825 mil. Um dos propósitos seria o desenvolvimento de projetos de interesse da empreiteira. Por  meio da assessoria, ele informou que não irá comentar o assunto e que desconhece totalmente o teor da delação, bem como a motivação que originou tais menções improcedentes. Ainda segundo a assessoria, ele nunca foi e nem está citado judicialmente
Mauro Lopes 
Mauro Lopes, deputado federal pelo PMDB, informou à reportagem da Itatiaia que recebeu a quantia de R$ 25 mil reais da Odebrecht, em doação legal, e que o restante da campanha de 2014 foi financiado pelos próprios filhos empresários. Na planilha, ele é tratado pelo apelido de “Cintinho” e mencionado como receptor de R$ 50 mil, disposto a apresentar emendas e defender interesses da empresa no parlamento.
Nilmário Miranda 
O secretário de direitos humanos do governo de Minas, Nilmário Miranda, aparece na planilha com o codinome “Metalúrgico”, como tento recebido R$ 12 mil da empreiteira em 2010 na campanha para deputado federal. Segundo ele, isso é uma mentira descabida. O petista afirma que nunca recebeu nenhum centavo da empresa. Ainda segundo Nilmário, ele está discutindo com advogados a possibilidade de processar o delator. Eduardo Azeredo
De acordo com a planilha da Odebrecht, o ex-governador de Minas pelo PSDB Eduardo Azeredo, apelidado de “Padrinho”, teria recebido R$ 50 mil para apresentar emendas ou defender projetos do interesse da companhia. O ex-governador afirmou à reportagem da Itatiaia que a campanha dele recebeu doação da Odebrecht, mas dentro do que manda a lei.

Bernardo Santana
O ex-deputado federal Bernardo Santana, do PR, ex-secretário de Defesa Social de Minas Gerais, apelidado de “Igreja” na planilha, teria recebido, segundo o delator, 150 mil reais em 2010 para apresentar emendas e defender projetos de interesse da empresa. Até o momento, o parlamentar não retornou às ligações e nem às mensagens com pedido de resposta.

Célio Moreira 
O ex-deputado estadual tucano Célio Moreira, apelidado de “Francês”, teria recebido, em 2010, R$ 100 mil para propor emendas favoráveis à empresa. Em nota, ele respondeu que repudia a citação.
(Créditos: Tâmara Teixeira – Jornal O Tempo)
 http://www.diariodeteofilootoni.com.br/?p=18716

sexta-feira, 28 de abril de 2017

Veja como votaram os deputados de MG na reforma trabalhista

Veja como votaram os deputados de MG na reforma trabalhista

O texto segue agora para o Senado e faz mudanças em mais de 100 artigos da CLT

 

 postado em 27/04/2017 07:37 / atualizado em 27/04/2017 11:29
O plenário da Câmara dos Deputados encerrou na madrugada desta quinta-feira a votação da reforma trabalhista. O texto foi aprovado após a rejeição de dez destaques apresentados pelos partidos de oposição e de partidos da base aliada que pretendiam modificar pontos do projeto.

Outros destaques que seriam votados nesta quinta-feira foram retirados e o texto segueagora para votação do Senado. A sessão que aprovou a reforma foi aberta na manhã dessa quarta-feira e foi encerrada às 2h06.
Veja como votaram os deputados de Minas:
 

Manifestação em Teófilo Otoni Contra a reforma da Previdencia















Dois homens são assassinados e criança é baleada no colo do pai em Itaipé

Dois homens são assassinados e criança é baleada no colo do pai em Itaipé

Dois homens foram assassinados a tiros no início da noite dessa quinta-feira, 13 de abril, em Itaipé, no Vale do Mucuri. A vítima Clóves Ramos da Silva conduzia um veículo VW/Santana pela Rua Sete de Setembro, no Bairro São Pedro, tendo como passageiros Claudinei Ramos Pereira e o seu filho menor M.W.R.P, quando foi surpreendido por dois indivíduos em uma motocicleta, que de posse de armas de fogo, efetuaram diversos disparos contra as vítimasDe acordo com a Polícia Militar (PM), o condutor do carro foi alvejado por três disparos no braço esquerdo, um na axila, um na região lombar, um no queixo e um na coxa direita. Clóves não resistiu aos graves ferimentos e faleceu no local. A vítima Claudinei foi baleada sete vezes e também veio a óbito.
A criança, que estava no banco da frente no colo do pai Claudinei, foi alvejada no braço direito. Ela foi socorrida pela guarnição da PM ao Municipal Nossa Senhora do Patrocínio, onde recebeu os primeiros socorros médicos, e seria transferida para uma unidade de saúde em Teófilo Otoni.
A Perícia Técnica da Polícia Civil compareceu ao local e após os trabalhos de praxe, os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML) em Teófilo Otoni. Foram recolhidos treze cartuchos de calibres .40 e 9mm, o que demonstra, segundo a PM, que os dois autores estavam armados e atiraram contra as vítimas.
Ainda segundo a PM, uma das principais suspeitas é de que o crime tenha sido motivado por vingança, já que no dia 25 do mês passado a vítima Claudinei teria tentado contra a vida de um primo.
A Polícia Militar informou também que militares do município, com apoio de uma guarnição de Novo Cruzeiro, realizaram rastreamento e localizaram o suspeito do crime. Ele estava dormindo em sua residência e negou autoria, alegando que no intervalo entre 18 e 18h estava em um loteamento a procura de um cavalo de sua propriedade. O homem foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil em Teófilo Otoni para demais providências. O crime será investigado.

Discussão em bar termina em morte no município de Teófilo Otoni

Discussão em bar termina em morte no município de Teófilo Otoni

Um homem de 35 anos foi assassinado com golpes de canivete no início da madrugada deste domingo, 23 de abril de 2017, no distrito de Pedro Versiani, município de Teófilo Otoni (MG). De acordo com a Polícia Militar (PM), testemunhas relataram que Paulo Aparecido Pinheiro da Silva estava fazendo uso de bebida alcoólica em um bar da Praça Antônio da Mota quando teria começado a “procurar briga” com outras pessoas presentes no local.Devido o comportamento da vítima, conforme testemunhas oculares, o proprietário do bar teria interrompido a venda de bebida, momento que ele deixou o local e começou a discutir com o suspeito J.B.S.R, de 35 anos. Um sobrinho de Paulo Aparecido o retirou do local e levou para longe, mas ele retornou com dois canivetes e recomeçou a discussão.
Ainda segundo a PM, J.B.S.R desferiu uma facada no peito da vítima e outro no pescoço. Após Paulo Aparecido cair no chão, o autor ainda teria desferido outros dois golpes contra sua região lombar. Uma equipe do Samu compareceu ao local e constatou o óbito.
A Perícia Técnica da Polícia Civil compareceu ao local e após os trabalhos de praxe, o corpo foi para o Instituto Médico Legal (IML) na sede do município, onde foi necropsiado pelo legista Denio Soares. A causa da morte foi uma hemorragia interna secundária provocada por ferimento de instrumento perfuro cortante na região torácica.
Após cometer o crime, J.B.S.R evadiu do local e ainda não foi localizado. O caso foi entregue a Delegada Herika Sena, da Delegacia de Homicídios de Teófilo Otoni.
De acordo com o IML, este é o sétimo homicídio registrado no município de Teófilo Otoni em 2017. A vítima era lavrador, tinha união estável, residia no distrito de Pedro Versiani e deixa três filhos menores de idade.
Crime aconteceu na Praça Antônio da Mota (Foto: Cedida por Francisco Couy/IML de Teófilo Otoni)

Confira quem deve parar na greve geral desta sexta-feira

Várias categorias profissionais realizaram assembleias e anunciaram adesão ao movimento

Brasília - As principais centrais sindicais do país convocaram uma greve geral para esta sexta-feira em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência, que tramitam no Congresso Nacional, e a Lei da Terceirização. Várias categorias profissionais realizaram assembleias e anunciaram adesão ao movimento.
Rio de Janeiro
No estado e na cidade do Rio, os funcionários do metrô e os motoristas e cobradores de ônibus irão parar nas primeiras horas de sexta-feira, assim como professores das escolas públicas e particulares, policiais civis, militares,federais;servidores das justiças federal, trabalhista; radialistas; petroleiros; carteiros e aeroviários.
A Secretaria Estadual de Transportes informou que os sistemas de metrô, trens, barcas e ônibus intermunicipais funcionarão normalmente, mas que há planos de contingência. A concessionária do serviço ferroviário no estado e a MetrôRio, que administra o metrô da cidade, informaram que vão monitorar a demanda de passageiros para reforçar a operação caso haja necessidade.
Segundo as empresas municipais de ônibus, que operam por meio da Rio ônibus, o não comparecimento do trabalhador será considerado ausente, com consequências previstas na legislação trabalhista. A concessionária do VLT Carioca informou que o Veículo Leve sobre Trilhos terá operação normal nas linhas 1 e 2 .
As secretarias estadual e municipal de Educação informaram que as escolas funcionarão normalmente.Os profissionais que faltarem terão o ponto cortado. O Colégio Federal Pedro II enviou nota informando que amanhã será ponto facultativo e não irá descontar o dia de quem não for trabalhar.
São Paulo
No estado, pelos menos 15 categorias informaram que vão parar, entre elas os metroviários de São Paulo (com exceção da linha amarela), ferroviários (Linhas 7, 10, 11 e 12 da CPTM não funcionarão); professores da rede pública estadual, municipal e particular, bancários de São Paulo, Osasco e região; servidores municipais, trabalhadores da Saúde e Previdência do estado e metalúrgicos de ABC.
Também vão parar os rodoviários de São Paulo, Guarulhos (paralisação de 24 horas com contingente de 30% das frotas), Santos, Campinas, Sorocaba e região; petroleiros das refinarias de Paulínia (Replan), Capuava (Recap) de São José dos Campos e Cubatão; portuários de Santos; petroleiros das refinarias de Paulínia (Replan), Capuava (Recap) de São José dos Campos e Cubatão; e os funcionários de Correios, que decretaram greve nacional por tempo indeterminado.
Os aeroviários de Guarulhos – que trabalham no check-in,  na pista, abastecimento e guichê de informações- estão em estado de greve e devem decidir em assembleia hoje à tarde se irão paralisar as atividades.
As companhias Avianca, Gol e Latam informaram, em nota, que os voos poderão registrar atrasos e cancelamentos em rotas domésticas e internacionais. Os clientes poderão solicitar reembolso das passagens sem a cobrança de multas. As empresas ainda solicitam que os passageiros agilizem o procedimento de check-in via internet, aplicativos para smartphones ou totem para autoatendimento e acompanhem a situação de seus voos por meio dos sites das companhias antes de comparecerem ao aeroporto.
Bahia
Pelo menos seis categorias profissionais pretendem suspender as atividades.
Os rodoviários em Salvador iniciarão a paralisação a partir da meia-noite de amanhã. As agências bancárias estarão fechadas. Como segunda-feira  é feriado, os serviços internos serão retomados a partir da terça-feira.
Professores das redes estadual e municipal irão aderir à greve geral. Os médicos estaduais também informaram que irão suspender os atendimentos eletivos (como consultas). Os serviços de urgência e de emergência serão mantidos.
Os petroleiros vão parar assim como os servidores municipais e da Justiça e do Ministério Público Estadual.
A prefeitura de Salvador informou que os servidores que faltarem “sem justificativa para a ausência terão o ponto cortado”. A prefeitura da capital anunciou que os funcionários que não aderirem poderão utilizar serviços de táxis sem custo, nos horários de início e fim de expediente.
No Aeroporto Internacional de Salvador, aeronautas irão aderir ao movimento e voos poderão ser cancelados ou remarcados. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas orienta aos passageiros com viagem marcada que entrem em contato com a empresa aérea para se informar sobre possíveis cancelamentos e remarcações.
Ceará
Pelo menos 21 cidades do Ceará terão paralisações e atos nesta sexta-feira. Várias categorias já anunciaram adesão à greve geral, a exemplo dos profissionais da educação, da construção civil e do transporte público. Os servidores do Judiciário também informaram que participarão da greve.
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) reforçará o número de policiais militares em praças, nos terminais de integração do transporte coletivo e nas principais avenidas. A Autarquia Municipal de Trânsito vai atuar na organização do fluxo de veículos nos locais onde houver manifestações.
Minas Gerais
Ao menos 14 categorias em Minas Gerais já decidiram em assembleia aderir à greve geral convocada pelas centrais sindicais.
Aderiram à greve: rodoviários, metroviários, professores das redes pública e privada, servidores públicos, profissionais da saúde, trabalhadores dos Correios, eletricitários, bancários, psicólogos, economistas, jornalistas, radialistas, petroleiros e aeroportuários, entre outros. A maior mobilização ocorrerá em Belo Horizonte, onde é previsto um ato pelas ruas do centro a partir de 9h.
Os professores das escolas municipais de Belo Horizonte aprovaram uma greve de dois dias, que já começou nesta quinta-feira.
Professores e servidores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) também decidiram cruzar os braços, assim como os das universidades federais de Juiz de Fora (UFJF), de Viçosa (UFV) e de Uberlândia (UFU). Segundo o Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro), docentes de mais de 30 escolas e universidades particulares da capital não irão trabalhar, entre elas, a Pontifícia Universidade Católica (PUC Minas).
Bancários de diversos municípios também aprovaram a adesão e as agências devem ficar fechadas em Juiz de Fora, Patos de Minas, Ipatinga, Uberaba, Cataguases, Divinópolis e Teófilo Otoni, além de Belo Horizonte.
No caso da saúde, algumas unidades irão funcionar com escala mínima. De acordo com o Sindicato Único dos Trabalhadores da Saúde de Minas Gerais (Sind-Saúde), é o caso do Hospital de Pronto-Socorro João XXIII, do Hospital Júlia Kubistchek e do Hospital Odete Valadares.
O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-MG) concedeu liminar em favor da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) determinando que 80% dos trens devem circular nos horários de pico e 60% nos demais horários. O sindicato será multado em R$250 mil caso descumpra a decisão. O Sindicato dos Metroviários (Sindimetro-MG) diz que a paralisação deverá ser geral.
O TRT-MG declarou feriado o dia de amanhã no órgão, suspendendo as audiências e os prazos que venceriam na data, que serão prorrogados para o primeiro dia útil seguinte. De acordo com o TRT, a medida é devido à "expectativa de ocorrência de manifestações sociais de grandes proporções e a necessidade de se preservar a segurança dos magistrados, advogados, servidores, estagiários e jurisdicionados".
A BH Airport, concessionária do Aeroporto Internacional de Confins, informou que os serviços serão oferecidos normalmente, mas orienta os passageiros que se informem previamente com as companhias aéreas sobre a situação de seus voos.
Pernambuco
Policiais civis, federais, rodoviários federais, agentes penitenciários e guardas municipais do Recife e dos municípios de Camaragibe e Ipojuca, Região Metropolitana do Recife aderiram à greve geral.
No setor público, irão parar servidores da Assembleia Legislativa de Pernambuco, do Ministério Público de Pernambuco, professores e servidores da Universidade de Pernambuco (UPE), auditores fiscais da Secretaria da Fazenda de Pernambuco.
Professores e profissionais das redes estadual, municipal e privada de todo o estado aderiram ao movimento.
O Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social em Pernambuco (Sindsprev-PE) pediu que os cidadãos com agendamento marcado para esta sexta-feira liguem para o número 135 e façam reagendamento.
Houve adesão também de metalúrgicos, petroleiros, químicos, indústria naval, construção pesada, bancários e comerciários. Segundo a CUT, categorias como a de psicólogos, farmacêuticos, odontologistas, porteiros, técnicos de enfermagem e enfermeiros e condutores de ambulância aprovaram em assembleia a greve.
Em relação ao funcionamento dos ônibus e metrôs, a desembargadora Gisane Barbosa de Araújo, do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT), determinou que 50% da frota circule nos horários de pico, e 30% no resto do dia. Foi estabelecida multa de R$ 100 mil caso haja descumprimento. O Sindicato dos Rodoviários de Pernambuco informou que a paralisação está mantida.

Manifestantes bloqueiam rodovias no Leste de Minas

BRs-259, 116 e 381 foram interditadas, mas a maior parte dos trechos já foi liberada;

 protesto afetou 

também transporte coletivo em Timóteo, Ipatinga e Governador Valadares.

Por G1 Vales de Minas Gerais

Manifestantes interditaram a BR-116, em Frei Inocêncio (Foto:  Sind-UTE/Divulgação)Manifestantes interditaram a BR-116, em Frei Inocêncio (Foto:  Sind-UTE/Divulgação)
Manifestantes interditaram a BR-116, em Frei Inocêncio (Foto: Sind-UTE/Divulgação)
Manifestantes bloquearam o trânsito em rodovias do Leste de Minas nesta sexta-feira (28). O protesto é contra a reforma trabalhista e da previdência. Em Frei Inocêncio, a BR-116 foi fechada por volta das 7h45, mas segundo a Polícia Rodoviária Federal, no momento o trânsito está fluindo no local. A Polícia Rodoviária Federal e a organização não divulgaram números de manifestantes
O trânsito na BR-259, em Governador Valadares, também foi interditado às 7h30 e o protesto durou uma hora. A Polícia Militar e a organização não informaram quantas pessoas participaram do ato. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, a BR-381, em Valadares, também foi interditada por volta das 8h35, mas já foi liberada por volta das 10h.
Em Governador Valadares, a BR-116 foi interditada por volta das 9h no quilômetro 407, mas o trecho também já foi liberado. Ainda na BR-116, em Itaobim, em trecho que passa sobre o rio Jequitinhonha também está paralisado. A PRF não soube informar o número de pessoas que bloqueia a rodovia e o G1 não conseguiur falar com os manifestantes.

Manifestações

Em Teófilo Otoni, aproximadamente 20 grupos, entre sindicatos e movimentos sociais, realizam protesto pelas ruas da cidade. Segundo os organizadores, cerca de cinco mil pessoas se reuniram na Praça Tiradentes às 09h, e saíram em passeata pelas ruas do Centro protestando contra a reforma da Previdência e a reforma trabalhista. A Polícia Militar estimou qie cerca de três mil pessoas participam da manifestação.
Manifestação em Teófilo Otoni (Foto: José Antônio Guedes/Arquivo Pessoal)Manifestação em Teófilo Otoni (Foto: José Antônio Guedes/Arquivo Pessoal)
Manifestação em Teófilo Otoni (Foto: José Antônio Guedes/Arquivo Pessoal)

Serviços afetados

O transporte coletivo urbano em Timóteo e Ipatinga estão paralisados nesta sexta-feira (28). Já em Governador Valadares, o transporte público iniciou funcionamento em frota reduzida, trabalhando com horário de final de semana.
Ainda em Valadares, as aulas da rede municipal foram suspensas pela Prefeitura. A rede estadual de ensino e particular também aderiram ao movimento.